Home Sociedade Lei Maria da Penha completa 13 anos e Taboão celebra com evento no Cemur

Lei Maria da Penha completa 13 anos e Taboão celebra com evento no Cemur

Por Samara Matos, no Centro

Nesta quarta-feira (7), a Lei Maria da Penha – criada para combater  à violência contra mulher – chegou ao seu 13º ano. E para comemorar, Taboão da Serra realizou no Cemur evento que discutiu políticas públicas e um balanço das ações realizadas ao longo deste período.

A Coordenadora dos Direitos da Mulher, Sueli Amoedo falou sobre a importância do evento e destacou as ações que Taboão fez para combater a violência doméstica.

Lei Maria da Penha completa 13 anos e Taboão da Serra celebra com evento no Cemur.

É extremamente importante  falarmos da Lei Maria da Penha para que as mulheres saibam os direitos adquiridos. Temos que, cada vez mais, fazer eventos, falar da lei e trabalhar políticas públicas”, diz Sueli.

Para ela, essa é uma das formas que o município reforça seu empenho no combate a violência doméstica e que a atual gestão vai “deixar um legado”, que precisa ser mantido pelos próximos gestores.

Entre os palestrantes estiveram presentes a Dra. Elizabete Leite Scheibmayr, advogada e líder dos comitês de igualdade racial e combate à violência contra a mulher, Ellen Sharkany estilista e coordenadora do projeto “Entre Linhas”, Renata Ferreira, coordenadora operacional da Patrulha Guardiã Maria da Penha, a cantora Neiva Alencar e Michele Oliver, instrutora de zumba de Taboão da Serra.

Sueli Amoedo, ao centro, destacou as ações da Coordenadoria da Mulher de Taboão da Serra.

Lei Maria da Penha 

A lei nº 11.340/2006 foi criada em 7 de agosto de 2006 e ficou conhecida como a “Lei Maria da Penha”, em homenagem à cearense Maria da Penha Maia Fernandes, que teve relacionamento abusivo e durante seis anos foi agredida pelo seu marido, que tentou matá-la com arma de fogo deixando-a paraplégica. Maria da Penha também sofreu afogamentos e foi torturada com choques elétricos.

Após sua denúncia a polícia, o caso ganhou repercussão mundial e virou marcou de enfrentamento à violência doméstica.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um Comentário

Seu e-mail não será publicado.