Home Política Implementada há seis meses, Patrulha Guardiã Maria da Penha de Taboão da Serra é destaque no Jornal Nacional

Implementada há seis meses, Patrulha Guardiã Maria da Penha de Taboão da Serra é destaque no Jornal Nacional

Por Samara Matos, na redação

Na edição deste sábado (5), a Patrulha Guardiã Maria da Penha foi destaque do Jornal Nacional, na Globo. A reportagem conta os recentes casos de agressão à mulheres no país, destacando que em Taboão  têm guardas civis municipais e uma viatura que garante a proteção das mulheres vítimas de agressão. A Patrulha Guardiã Maria da Penha foi implementada há seis meses no município e atende cerca de 130 mulheres.

 

Patrulha Guardiã Maria da Penha e a Coordenadora dos Direitos da Mulher de Taboão da Serra, Sueli Amoedo
Patrulha Guardiã Maria da Penha e a Coordenadora dos Direitos da Mulher de Taboão da Serra, Sueli Amoedo

A coordenadora dos Direitos da Mulher de Taboão da Serra Dra. Sueli Amoedo, explica o trabalho de ronda e como as vítimas podem denunciar o agressor e pedir medida protetiva.

“Elas têm que ter coragem para dar o primeiro passo, que é fazer o boletim de ocorrência e pedir a medida protetiva. Aqui nós temos a Coordenadoria dos Direitos da Mulher, mas no município que não tem coordenadoria ela pode procurar ajuda com o promotor de Justiça, da Vara de Violência Doméstica; pode procurar os Centros Especializados em Atendimento”, explica Sueli Amoedo

Grande parte das mulheres que sofrem algum tipo de violência tem medo de denunciar. Em Taboão da Serra, as vítimas contam com a proteção da Guarda Civil Municipal, que faz ronda e também visita essas mulheres para verificar se elas continuam seguras depois que denunciam os agressores.

“Todos os dias praticamente, as vítimas recebem essas rondas. Ou no trabalho, se a vítima trabalha dentro do município, ou na residência”, conta Renata Ferreira, coordenadora da Patrulha Guardiã.

 

 

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um Comentário

Seu e-mail não será publicado.